Publicações - Relatórios de Pesquisa

26/09/2023

CADERNOS LIBERDADE DE EXPRESSÃO, REDES SOCIAIS E DEMOCRACIA

Série Fórum de Lisboa

Debates Contemporâneos: Liberdade de Expressão

Acesse

 

22/09/2023

ONLINE DISPUTE  RESOLUTION: UM ESTUDO  À LUZ DA RESOLUÇÃO  Nº 358 DO CNJ

A pesquisa é a primeira iniciativa de desenvolvimento de pesquisa interinstitucional entre o Centro de Inovação, Administração e Pesquisa no Judiciário da FGV e a  Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados, a partir da parceria estabelecida pelas duas instituições por meio do Termo de Cooperação Técnica que objetiva realizar, em conjunto, pesquisas, estudos e atividades acadêmicas. 

Acesse o relatório

14/07/2023

Relatório do Questionário do XI Fórum Jurídico de Lisboa

Apresentamos o resultado da pesquisa realizada pelo Centro de Inovação, Administração e Pesquisa do Judiciário da FGV Conhecimento. O questionário foi elaborado com perguntas baseadas nos temas abordados nos painéis e mesas do XI Fórum Jurídico de Lisboa, com a finalidade conhecer o perfil e a opinião do público presente no Fórum.

Acesse o relatório

30/06/2023

Inteligência Artificial: Tecnologia aplicada à gestão dos conflitos no âmbito do Poder Judiciário brasileiro - 3a fase

 

Coordenação

Luis Felipe Salomão

Caroline Somesom Tauk

Coordenador-Adjunto

Elton Leme

Coordenadoras Acadêmicas

Caroline Somesom Tauk

Juliana Loss

Pesquisadores:

Caroline Somesom Tauk

Dierle Nunes

Fernanda Bragança

Juliana Loss

José Leovigildo Coelho

Renata Braga

Acesse o Relatório

 

 

23/02/2023

Especialização e Consensualidade na Recuperação de Empresas

Coordenação: Luis Felipe Salomão

Coordenador-adjunto: Elton Leme

Coordenadoras acadêmicas:  Caroline Tauk e Juliana Loss

Coordenadora científica de pesquisa: Clarissa Tauk

Equipe de pesquisadores:
Ana Paula Brandt Dalle Laste
Artur Henrique Pereira da Silva
Bárbara Bueno Brandão
Caroline Tauk
Clarissa Tauk
Fernanda Bragança
Juliana Loss
Renata Braga

Acesse o Relatório

 

01/11/2022

Relevância da Questão de Direito Federal: Histórico, Direito Comparado, Instrumentos semelhantes e Impacto Legislativo

Caroline Tauk

Fernanda Bragança

Humberto Dalla Bernardina de Pinho

Mariana Devezas Rodrigues Murias de Menezes

Osmar Mendes Paixão Côrtes

Renata Braga

Rodrigo Cunha Mello Salomão

Teresa Arruda Alvim

 

Acesse o Relatório

16/08/2022

ARTIFICIAL INTELLIGENCE: TECHNOLOGY APPLIED TO CONFLICT RESOLUTION IN THE BRAZILIAN JUDICIARY  - 2ND EDITION

Access the research report

07/06/2022

NOTA TÉCNICA SOBRE O SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI No 21 DE 2020 ENVIADO AO SENADO FEDERAL

Rede Interinstitucional de Pesquisadores:  

André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho

Bruna Bisi Ferreira de Queiroz 

Caroline Tauk 

Dierle Nunes 

Fernanda Bragança 

José Leovigildo Coelho 

Juliana Loss 

Renata Braga 

Trícia Navarro 

Acesse a Nota Ténica

01/05/2022

UM ESTUDO DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS: Relatório Preliminar Analítico Propositivo: Métricas de qualidade e efetividade da justiça brasileira: um estudo do processo de recuperação de empresas

O objetivo geral desta pesquisa foi fazer uma análise dos processos que versam sobre a recuperação de empresas nos tribunais do país, a fim de identificar suas fragilidades e potencialidades para ao final propor soluções e práticas que possam aprimorar o sistema de recuperação de empresas no Brasil.

Acesse o Relatório

29/04/2022

RELATÓRIO DE PESQUISA: TECNOLOGIA APLICADA À GESTÃO DOS CONFLITOS NO ÂMBITO DO PODER JUDICIÁRIO - 2A FASE

A 1a fase da pesquisa mapeou que 47 tribunais empregavam a IA em alguma(s) atividade(s), além da Plataforma Sinapse do Conselho Nacional de Justiça. A utilização dessa ferramenta tecnológica tem uma importância significativa no contexto brasileiro, em especial se considerada a necessidade de racionalizar os recursos, bem como a judicialização expressiva refletida em mais de 75 milhões de processos em tramitação, segundo as informações do Relatório Justiça em Números 2021.

Em 2021, a pesquisa foi replicada nos tribunais brasileiros, tendo em vista a dinamicidade dos dados que, consequentemente, impõe uma necessidade de constante atualização. Esta 2a edição ampliou o levantamento das tecnologias utilizadas, as quais passaram a englobar a Inteligência Computacional/Inteligência Artificial e Analytics/Business Intelligence. As informações mapeadas incluíram: equipe; aspectos técnicos; base de dados; avaliação e monitoramento. A amostra dos tribunais pesquisados se manteve a mesma da 1a edição, e a metodologia incluiu um formulário mais abrangente, com maior número de variáveis para investigação.

Acesse o relatório